Quinta-feira, 31 de Maio de 2007
Incidente no Metro do Saldanha
"A Polícia Judiciária está a investigar o lançamento de gás pimenta no Metropolitano de Lisboa por um desconhecido que se pôs em fuga, hoje de manhã, tendo enviado vários elementos ao local, disse à Lusa fonte da PJ.

Fonte do Metro disse à Lusa que estiveram no local várias brigadas de investigação criminal e que o vídeo de controlo de segurança foi entregue à polícia, escusando-se a avançar pormenores por estar em curso uma investigação.

O Metropolitano de Lisboa repudiou o acto de "puro vandalismo" ocorrido na Estação do Saldanha, que levou 11 pessoas a receber assistência médica, devido à inalação de uma substância com as características do gás pimenta.

O incidente ocorreu às 10:07, tendo sido accionados de imediato os mecanismos previstos nas normas de segurança da empresa de transporte público, nomeadamente o fecho e retirada dos passageiros.

Segundo o Metro, a operação ficou concluída em "menos de um minuto", desde que foi detectada a ocorrência.

O gás pimenta é uma substância que em Portugal está classificada como arma, mas pode ser adquirida noutros países da União Europeia para defesa pessoal.

Apesar de ainda não haver análises científicas, os sintomas que causou nos passageiros estão associados ao gás pimenta: irritação nos olhos, garganta seca e dificuldades respiratórias."

Fonte: Notícias do SAPO

Será q foi mm pra defesa pessoal e ninguém se apercebeu?

Ou será q foi pra causar o pânico?

Eu tenho um spray de gás pimenta, q me foi oferecido pra defesa pessoal, visto em tempos andar mto a pé de noite, por motivos familiares. Será q um dia se o usar, vou ser vista como assassina ou terrorista? ehehehehe

Joana ( A Terrorista!)

sinto-me: Bem disposta
publicado por Joana às 17:53
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Maio de 2007
Amigos....

Hj, ao despedir-me da dona de um café onde íamos (colegas) almoçar ou beber um café, e q vai fechar a partir de amanhã, veio-me à lembrança, qta gente conhecemos ao longo da vida, algumas pessoas das quais até gostamos e q perdemos o contacto por uma razao ou por outra.

Por vezes lembro-me de algumas dessas pessoas e fico a pensar o q lhes terá acontecido. Apetecia-me falar-lhes, saber como estão, depois de tt anos sem saber nada.

Há uns meses atrás aconteceu-me um caso desses. Normalmente nunca apanho akele autocarro, aliás até era a 1ª vez q o ía apanhar. Ía apenhado de gente, pq ainda por cima nesse dia tava a chover e é sempre maior a confusão nos transportes publicos. Reparei num casal de idosos q íam sentados perto da porta de trás e reparei principalmente na mulher, q tinha um ar td “fresco” prá idd q se via q tinha. Mas eu só os conseguia ver de perfil e mal. De repente chamou-me a atenção o riso dela. Era algo q eu conhecia dos meus tempos de jovem, qd trabalhei num hospital civil. Pedi a tds os santinhos pra q o autocarro ficasse mais vazio, pra a poder ver de frente e parece q as minhas preces foram ouvidas. Era ela, a enfermeira q trabalhava lá no referido hospital, a qual eu já ñ via aí há uns 15 anos.

Perguntei-lhe se era ela, respondeu q sim, mas ñ me reconheceu, visto eu tar mais gorda e agora ter o cabelo curto. Assim q lhe disse kem era, lembrou-se logo de mim. E de repente, foi um festival, nakele autocarro, de abraços e beijos. Contámos mto à pressa o q se tinha passado nas nossas vidas nos ultimos 15 anos e qd ela saíu, eu tinha uma lágrima ao canto do olho. Pq é q perdemos contactos q nos são keridos?

A vida do dia a dia é uma correria. Ou é pq temos q trabalhar imenso pq o dinheiro ñ chega, ou é pq temos filhos pekenos e é preciso ir levá-los e buscá-los à escola e dps tratar da sua higiene e alimentação. Por uma razao ou por outra, passamos o tempo a correr dum lado pro outro e eskecemo-nos de conservar as amizades q um dia nos trouxeram felicidade.

Assim aconteceu hj, mais uma pessoa q eu até gostava imenso e q vai desaparecer da minha vida. Uma velhinha mto simpática, q por vezes parecia q até adivinhava qd ñ estávamos bem.

Mas a vida é assim, saem uns, entram outros, mas nunca substituem os q saem.

 

 

Joana

sinto-me: Com saudades!
tags: , ,
publicado por Joana às 17:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007
Jantar

Ontem fui jantar fora c o meu filho. Note-se q ele já tem 17 anos e é uma optima companhia, pq tem uma mentalidade mto adulta. Sempre q estamos sozinhos, ñ paramos de falar, dos mais diversos assuntos.

Jantar fora c o meu filho ñ tem aparentemente nada de especial. Janto fora c ele algumas vezes. O q teve de especial o jantar de ontem é q foi ele a pagar. Foi engraçado vê-lo td importante a pagar o jantar.

Ele tem uma mesada e c ela paga as suas coisas, inclusivé o passe. Mas como poupadinho q é, qd chega ao fim do mês, tem sempre dinheiro pra juntar e ainda pra fazer alguma extravagância. Ontem decidiu-se a oferecer-me o jantar.

Foi bom! Dei por mim a pensar q o meu filho já está um homem!

Adoro-te filhote!

 

Joana

sinto-me: Feliz!
tags:
publicado por Joana às 16:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007
Desafiando-vos

 

Aki está  um desafio q tb serve pra nos conhecermos um pouco melhor.

 

Eu quero: Viver mais algum tempo

Eu tenho: Força pra lutar

Eu acho: Que às vezes sou um pouco complicada

Eu odeio: Mentira e infidelidade

Eu sinto: Saudades de kem está longe

Eu escuto: Tds os q amo

Eu cheiro: Tudo, até demais

Eu procuro: A felicidade, sempre

Eu arrependo-me: De coisas q fiz no passado

Eu amo: A minha mãe, o meu filho, o meu namorado

Eu sinto dor: De pensar q o tempo pode ser curto pra ser feliz c kem amo

Eu sinto falta: Do meu pai e da minha tia

Eu sempre: Hei-de ser despassarada

Eu não fico: Nada contente qd me fazem de parva

Eu acredito: Em algo espiritualmente superior

Eu tenho fé: Na Nossa Sra. de Fátima

Eu danço: Sempre q me apetece, nem q seja sozinha

Eu canto: Às vezes, qd tou feliz

Eu choro: Por td e por nada. De facto, devo ser mm chorona

Eu falho: Por vezes, mas isso é humano

Eu luto: Por ser feliz

Eu ganho: Sempre q sinto q tou a fazer alguém feliz

Eu perco: A paciência mto dificilmente

Eu estou: Bem (hj até é 6ª feira!)

Eu fico feliz: Com coisas por vezes tão simples... Um beijo do meu filho, uma palavra ternurenta do meu namorado

Eu tenho esperança: Q o fim esteja longe

Eu preciso: De ver o meu filho feliz, pra me sentir bem

Eu deveria: Não ser tão desconfiada

Eu sou: Eu! Com defeitos e virtudes, mas sempre EU!

 

 

E vcs, pq lutam, do q gostam, pq choram?

 

Joana

 

publicado por Joana às 17:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007
Esclerose Múltipla

Por vezes acontecem-nos coisas na vida, q nos obrigam a pensar bastante antes de tomarmos uma decisão. Coisas q anos antes até podemos ter dito q nunca iriam acontecer, mas como se costuma dizer “nunca digas dessa água ñ beberei”.

 

Há uns anos atrás (muitos) tive um vizinho q aos 20 e muitos anos começou a ter um problema de saúde q ninguém descobria o q era. Ele correu qtos médicos lhe indicaram, até q descobriram q tinha Esclerose Múltipla. Assisti relativamente de perto (visto ele ser irmão do padrinho do meu filho) à evolução da doença, c a respectiva incapacidade física daí resultante e ao seu divórcio, devido em parte à dita doença. Pensava várias vezes q ñ deve ser fácil conviver c pessoas c akela doença, devido à revolta q sentem por, do nada, terem ficado deficientes sem entenderem o pq.

 

Um dia, através da internet, comecei a falar c uma pessoa (homem) q me disse dd início q tinha problemas a caminhar (usava uma bengala). Nunca me  passou pela ideia q tb tivesse esclerose múltipla, pensei na altura q seria devido a paralisia infantil. Só soube do q se tratava qd nos conhecemos pessoalmente.

Começámos a sair juntos e apaixonámo-nos um plo outro. Qd me apercebi da situação, tive um dilema mto grande. Por um lado gostava (e gosto) mto dele, por outro tinha q pensar q um dia ele poderia estar numa cadeira de rodas ou até numa cama e decidir se eu keria passar por isso.

E decidi. Decidi da forma q na altura axei q era a correcta, e ñ me arrependi.

Já namoramos há 1 ano e meio. A minha vida mudou um pouco em função dakilo q ele consegue ou ñ fazer, mas tou mais feliz agora do q qd namorava c uma pessoa q ñ tinha deficiência nenhuma.

Ele tenta compensar-me das coisas q sabe q eu ñ faço por ele tb ñ poder fazer, tais como andar mto a pé, ou dançar, e eu tento adaptar as coisas a ele, ou seja, vamos à praia à noite, pq ele sente-se mal c o calor e assim tb dá pra levar o carro até à beira da areia e dps c a minha ajuda consegue ir até à beira-mar, por exemplo.

A decisão q eu tomei há 1 ano e meio atrás, e q lhe disse, foi: vamos gozar a vida os dois enqto podemos e dps, SE um dia ele ficar mal, eu apoio-o em nome dos bons momentos q proporcionámos 1 ao outro.

 

Dps de ter começado a namorar c ele, nem de propósito, descobri q tb eu tenho uma doença incurável, embora menos complicada: Lupus.

Deus, de facto, escreve direito por linhas tortas!

 

Joana

 

sinto-me: apaixonada
publicado por Joana às 14:15
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007
Já Nasceram!

Pois é! A minha gata já teve filhotes! Já sou avó! Ehehehehe

Teve 5 gatinhos lindos, brancos e bege clarinhos.

É uma óptima mãe, mto cuidadosa c eles, mas uma mãe moderna, ñ tá sempre ao pé deles, só qd eles a chamam.

Nunca tinha tido uma gata e fikei admirada c a atitude da minha. Chegou a tar a dar de mamar e a parir ao mm tempo.

Dei por mim ontem a olhar pra ela e a pensar: “Ser mãe é lindo!”, ao ver a dedicação dela pra c os filhotes.

O Pápas, o meu gato, andava doido, só corria dum lado pró outro, parecia q tava a perceber q akeles bebés tb são dele. Ajudou na limpeza dos bebés e da mãe, foi um momento de mta ternura e principalmente deu pra pensar q mtas vezes os animais são melhores pais do q alguns humanos.

Agora é esperar q cresçam saudáveis e q td continue a correr bem

 

Joana

sinto-me: Avó! LOL
tags:
publicado por Joana às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. A Primavera

. 1 Ano Depois

. Separação Temporária!?

. Tenho saudades!

. Adeus Amiga!

. Fim de Semana Agradável

. Pouco em comum...

. Mal Entendidos, Kem Os Nã...

. Doidos!... Mãe e Filho!

. "Crise" de quê????

.arquivos

. Maio 2011

. Março 2010

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds