Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007
A minha luta

Hj tou pensativa. Pensativa em relação à vida e a td pq passei. E isso ñ ker dizer q esteja mal, pq tb já recordei hj cenas hilariantes q me aconteceram.

Há 6 anos q tou separada/divorciada e durante estes 6 anos tt coisa se passou q parece uma vida. Coisas boas, coisas menos boas, enfim, coisas da vida de kem vive e luta sozinha.

Ontem à noite estava em casa, já tarde, dps de vir do hipermercado e gastar uma pipa de massa L, e comecei a olhar pra td o q me rodeia na minha casa q tt adoro. Dei por mim a pensar, modéstia à parte, q fui e sou uma grande mulher, q há 6 anos começou do zero, e qd digo zero é mm do zero, e agora tenho uma casa q, embora simples é bem confortável.

Tive muitas ajudas no início, pessoas q me emprestaram electrodomésticos inclusivé, os quais já consegui substituir por outros comprados por mim. Até os pratos eram emprestados L.

Sempre fui mto organizada em termos financeiros, mas antes de me separar, a vida era mais desafogada, ñ era necessario fazer tt contas. Qd me separei, fui viver pra um anexo horrivel na Costa da Caparica. Uma casa sem condiçoes (so tinha agua kente na banheira, c o eskentador dentro da propria banheira, tomava banho de frente pro eskentador, sempre aterrorizada) mobilada c coisas do tempo da minha avó, tdas a desmancharem-se de velhas, e um senhorio q entendia q tds os dias tinha q ir dar volta à casa (cheguei a pôr marcas no frigorifico e ele abria-o tds os dias). A renda era cara (75 contos, na altura ainda havia escudo) e como ainda pagava coisas da outra casa onde tinha morado aquando casada, fui à “falência”. Ñ tenho vergonha de dizer q passei fome, ñ no verdadeiro sentido da palavra, mas comia mal. Ñ tinha dinheiro pra mandar arranjar o carro por isso chumbou na inspecçao. Como o seguro tava em nome do meu ex-marido e ele anulou-o, ñ podia fazer novo seguro enqt o carro ñ passasse na inspecçao.

Andei mais de meio ano sem inspecçao nem seguro no carro. Ainda hj qd vejo 1 polícia o meu coração salta. Eheheheheh

Um dia decidi q ñ podia continuar assim, fui a um centro comercial e falei numa loja q estavam a pedir uma empregada. Nem sei como, pq ñ tinha experiência, consegui o trabalho. Fins-de-semana das 15 às 24 horas. Em 1 mês e meio ganhei o suficiente pra mandar arranjar o carro, ir à inspecção e fazer o seguro.

Dps tive q deixar o anexo pq ía pra obras. Era suposto ir novamente prá casa na qual tinha morado quando estava casada, mas eis q, já c a tralha td dentro do carro, me foi comunicado q as fechaduras tinham sido mudadas e q eu ñ podia lá entrar. Eram cerca das 12 horas dum sábado do início de Junho de 2002, na margem sul do Tejo, e eu entrava às 15 na loja em Lisboa. Foi um dos piores momentos da minha vida. Com pouco dinheiro e sem casa, cheguei a pôr a hipótese de estacionar o carro numa rua pouco movimentada e ficar a dormir dentro do carro durante uns tempos. Dps decidi alugar um quarto numa residencial, mas só podia ser por poucos dias.

Passado aproximadamente 1 semana, deixaram-me entrar em casa, onde fikei 3 meses, embora separada na mm, visto a casa ser mto grande.

Em Setembro vi-me obrigada a sair novamente da casa, em parte por alguma tortura psicologica q se vinha a tornar hábito e aí fui pra casa duma amiga. Tb aí sem condições, dormia na sala da entrada, mas agradeço-lhe imenso o tecto q na altura me deu.

Por fim, lá consegui alugar uma casa de 2 assoalhadas. Parecia-me um sonho!

Vivi nessa casa até Janeiro deste ano. Finalmente consegui concretizar um sonho há tt tempo esperado. Comprei um apartamento de 3 assoalhadas, para poder ter o meu filho cmg, onde vivo desde finais de Janeiro. O meu filho optou por viver cmg dd Abril.

Olho prá trás e vejo q lutei mto, mas essa luta deu frutos. Agora sou uma pessoa feliz!

Continuo a lutar imenso, pq é dificil viver só c 1 ordenado, mas tou feliz na minha casa e c o meu filho.

E há uma coisa q me preocupa tds os dias: ter sempre dinheiro pra pagar a casa, pq ver-me num carro sem ter uma casa pra onde ir, deixou marcas mto profundas.

 

Joana

 

sinto-me: Lutadora
tags:
publicado por Joana às 17:14
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007
Os filhos são akilo q os pais os fazem!

Moro em frente a uma escola primária e de  manhã, como gosto de fumar o meu cigarrinho na janela da cozinha, observo akelas crianças c os respectivos pais.

Hj dei cmg a observar melhor e cheguei a uma grande conclusão: os filhos são akilo q os pais os fazem. Isto é, vê-se pessoas diferentes e filhos a “condizer” c os pais. Há uma miúda q eu axo mta graça e já ñ é a 1ª vez q a vejo, q é toda modernaça, embora deva ter uns 7 ou 8 anos, pq o pai, q a vai levar sempre, é mto jovem, parece tb um miudo.

Dps vejo crianças tristes, pq os pais chegam, abrem o carro, eles saiem e nem seker um beijo lhes dão. Eu costumo dizer q carinho nunca fez mal a ninguem.

Dps há crianças mto meigas pq os pais os tratam c mto carinho.

Daí eu dizer os filhos são akilo q os pais os fazem.

Um dia akelas crianças vão ser adultos e terão como herança a educação q lhes foi dada, ker na escola, ker plos pais, mas penso q em termos de formação da personalidade, a de casa é bem mais importante, pq os filhos tendem sempre a copiar os pais em determinadas coisas, mesmo q ñ o keiram admitir.

 

Lembrei-me agora duma coisa q eu costumava fazer e dizer ao meu filho e q ainda hj ele fala nisso. Qd ele tinha aproximadamente 5 ou 6 anos, ía mtas vezes cmg pro trabalho. Eu trabalhava na altura perto da Estrela e pra ir pra casa ía mtas vezes por dentro do Casal Ventoso, pra ñ apanhar trânsito. Ele via as tendas e a degradação q há cerca de 13 anos de formava nakela encosta da Av. de Ceuta.

Cada vez q lá passávamos, eu dizia-lhe: “Olha para ali! Akilo é o resultado das pessoas se drogarem. Se um dia kiseres viver na merda, já sabes o q tens a fazer. Se ñ kiseres, afasta-te sempre dessas coisas.”

Ainda hj ele diz q sempre q ouve falar em droga se lembra dakilo q via nessa altura. Foi uma terapia de choque, mas foi o q eu axei q era bom fazer.

 

Por vezes há q saber dar, pra ter de volta. Dar educação, dar respeito, pra q um dia os filhos tb nos respeitem. Qd o meu filho nasceu, diziam q a minha vida ía mudar mto. Claro q a minha vida mudou mto, mas eu sempre respondia: Eu já cá estou, ele é q vai entrar no meu Mundo, por isso vai ter q se habituar a viver nele. Nunca fui de fazer comida especial pro meu filho ou de comprar coisas q sabia q ñ tinha dinheiro pra isso. O que eu e o pai comíamos, se servia pra nós tb servia pra ele. Se ñ podia comprar uma coisa mais cara, comprava uma mais barata. Nunca habituei o meu filho a uma vida de fantasia. Hj em dia, ele colabora cmg sempre q há dificuldades financeiras e eu nunca lhe escondo nada, seja qd estou melhor de finanças, ou qd estou pior. Pra q? Pra um dia ele cair dum pedestal onde nunca deveria ter estado?

Claro q faço das tripas coração pra q ele tenha uma vida digna, mas nada de fantasias, de se armar em menino rico q ñ é. E ele entende mto bem isso!

 

Mais uma vez digo: Os filhos são akilo q os pais os fazem! E eu assim fiz o meu. Mal ou bem, ñ sei, só o futuro o dirá!

 

Joana

 

tags: ,
publicado por Joana às 16:44
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007
Não sabes o que o futuro te reserva se não chegares lá

Decidi copiar praki uma carta que deixei de manhã pro meu filho ler, já q ontem era impossivel falar c ele. Tava nakeles dias maus, em q td são problemas e a vida é negra.

Ao colocar aki o que lhe escrevi, o meu objectivo é tentar ajudar outras pessoas, q tb assim se sintam, a verem o Mundo de outra  maneira. Por vezes achamo-nos os maiores desgraçados ao cimo da Terra, qd na realidade temos tt, mais q ñ seja a compreensão e o amor dos q nos são próximos e q por vezes os mantemos à distância por alguma razão menos compreensível.

 

“Todos temos que lutar pelos nossos objectivos, porque as coisas não se conseguem sem luta, e quem pensar o contrário está errado.

Se o objectivo é Engenharia Mecânica, para o ano, quando fizeres o resto do 12º ano, escolhe Física em vez de Psicologia, embora faças na mesma Geometria Descritiva.

Luta por aquilo que achas que é certo para ti. Pede ajuda a toda a gente para conseguires concretizar os teus objectivos. Luta para que gostes da vida, mesmo que agora ela te pareça negra. O objectivo é colori-la.

Põe os olhos em mim, no teu padrinho, na tua avó, que em determinadas épocas das nossas vidas tivemos fases das quais não gostámos ou das quais não nos orgulhamos. Mas isso deu-nos força para lutar. Se não a tens, pede-a emprestada a quem a tem. Eu tenho força suficiente para lutar, por mim e por ti. Une os teus esforços aos meus e um dia irás gostar da vida que terás.

Apesar de neste momento a vida não me ser fácil, olho para o futuro com optimismo e gostava que tu também tivesses essa visão. Deixa-me ajudar-te, ou antes ajudemo-nos um ao outro para que um dia a vida nos sorria.

O futuro só depende de nós, da nossa força de vontade para alcançar os objectivos.

Eu tenho grande esperança em ti. Acho que se lutares vais ser um bom profissional na área que escolheres com o coração, porque tu és responsável e sabes ter grandes ideias.

Não te menosprezes. Olha à tua volta e vê quantas pessoas têm ideais como tu tens, com a tua idade?

Valoriza-te em vez de te menosprezares. Diz: Eu Consigo! em vez de: Eu não consigo.

Fala sempre tudo o que tens a falar, sem medos.

Não sabes o que o futuro te reserva se não chegares lá.”

 

Joana

 

sinto-me: Pensativa
tags: ,
publicado por Joana às 16:44
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Os Animais

“A grandeza de uma nação e o seu progresso moral, podem ser avaliados pela forma como tratam os seus animais”

 

Mahatma Gandhi

 

 

 

Ao ler esta frase, deste grande homem q foi Gandhi, imensos pensamentos me vieram à mente.

A grandeza moral é o q pode salvar o Homem e o Mundo. É isso q hj falta, cada vez mais. Os Homens tratam mal os animais e tratam-se mal uns aos outros. Falta Moralidade, Humanidade, Compreensão e Condescendência. Principalmente falta Paciência!

Com o passar dos anos, fui-me tornando mais compreensiva, talvez mais humana e mais paciente. Por vezes  isso é mal compreendido, sou chamada de tótó ou de ser parva, mas sinto-me bem ao ser assim. Comecei a pensar mais com o coração e isso traz-me paz de espírito.

Tenho 5 animais em casa (3 gatos, 1 porkinho da Índia e 1 canário) e a 1ª coisa q faço qd chego ao fim da tarde a casa é pegar em cada um dos gatos ao colo e fazer-lhes mimos e conversar um pouco c eles. De seguida vou ter com o Fred (o porquinho da Índia) e normalmente “falamos” um pouco um c o outro. Também nunca deixo de dizer um “Olá” ao Amarelo (o canário) o qual me é sempre retribuído com um piar td melodioso. Esses minutos dedicados aos meus animais são óptimos para me descontrair e preparar para as tarefas que se seguem em casa e q normalmente nunca são poucas.

É a isso q eu chamo grandeza moral, é saber dar sem esperar nada em troca, embora eles, principalmente os gatos, me dêem tt em troca. São carinhosos e é tão bom ouvi-los ronronar só pq estão perto de mim... É sinal de que se sentem felizes!

Por isso, aki fica um pedido a kem me ler: tratem bem os animais, pq eles sabem ser dóceis sem esperar nada em troca, chega-lhes simplesmente um afagar de pelo.

 

Joana

 

sinto-me: Pensativa
tags:
publicado por Joana às 16:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. A Primavera

. 1 Ano Depois

. Separação Temporária!?

. Tenho saudades!

. Adeus Amiga!

. Fim de Semana Agradável

. Pouco em comum...

. Mal Entendidos, Kem Os Nã...

. Doidos!... Mãe e Filho!

. "Crise" de quê????

.arquivos

. Maio 2011

. Março 2010

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds